Páginas

terça-feira, 20 de março de 2012

Siga adiante...


Eu não sei bem o que está acontecendo...desde que a doutora disse que ser sugestional é um traço da minha personalidade parece que realmente ele anda se manifestando... Estou tão emotiva, com vontade de chorar por tudo, repensando tudo o que aconteceu em minha vida, o que há de acontecer também. Na primeira consulta ela disse que sou assim: Uma pessoa que pensa, repensa, pode ser isso ou aquilo, reflete sobre a existência, sobre os porquês da vida e isso tudo me traz uma grande angústia interior. Lembrei-me agora mesmo de um livro que estava lendo e abandonei: A Náusea, de Jean Paul-Sartre. Talvez o que eu sinta mesmo seja uma espécie de náusea. Não é um vazio, não me sinto vazia, não acho que tenho que encontrar algo que me complete. Acho que na verdade, tenho muito, muito, muito mais do que posso conter, do que posso carregar e isso ás vezes me dá um desespero....Ter pensamentos que são só meus e que ninguém irá entender, se quer irão se importar. Ás vezes eu tenho a sensação de que ou tenho que colocar isso para fora de alguma forma, ou tenho que esquecer que existo. A arte e a escrita me ajudam em por para fora, mas não adianta a coisa não morre! Se move, se com torce, cresce dentro do meu âmago...é mesmo uma náusea, uma vontade de VOMITAR pra fora tudo o que trago aqui dentro.
Estou tomando o remédio para dormir junto com o antidepressivo. Esse é tarja preta mesmo, rs, mas ele não é necessário para tratamento, é só para eu conseguir dormir enquanto o outro remédio me tirava o sono. O problema é que estou adorando dormir, muitoooo, esquecer...me esquecer...Vontade de dormir para sempre. Vontade de nem se quer ter existido.

Siga adiante...-Mil técnicas,rs

(...)Já é tarde pra mais uma rodada
Seus problemas e dilemas não estão mais aqui
Tanto faz ser vítima ou culpada
Abra os olhos e as janelas
Deixe o sol te iluminar
Deixe tudo pra lá
Se teus sonhos vêm na contramão
Se teus monstros vêem na escuridão
Deixa o sol te iluminar
Deixa eu te ninar
Deixa eu perder meus dedos nos teus cabelos
Teus pesadelos vão terminar(...)

DORME EM PAZ-LUDOV

6 comentários:

  1. Ahhh Dayane as vezes eu me sinto assim, com vontade de dormir pra sempre e esquecer que algum dia existiu dia pra mim, eu sei um POUCO o que vc sente, mas sentir isso sempre, todos os dias deve ser horrivel, siga em frente mesmo menina, vc é linda, tem potencial e tem um futuro brilhante se conseguir trabalhar vc mesma.
    Como eu já disse, vc é inimiga de vc mesma, treine seu pensamento para coisas positivas, coisas com algum sentido logico, não deixe sua mente dominar vc, domine ela e logo... todos somos capazes de se auto controlar e vc tbm é capaz disso. Um beijoooos enorme!!

    ResponderExcluir
  2. voce precisa contar tudo pro lucas, se não Deus vai te castigar. teu coração é quebrantado não é? voce confia em Deus não confia? então... conta!
    Ou voce conta, ou Deus conta. Deus não gosta de mentira, de cantinhos escuros. voce sabe. não sabe?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Contar o que, amor? Que sou assassina, psicopata? Que fui abusada? Que como cacos de vidro? Que nao sou virgem? Que sou lésbica? Que falo com os mortos? Que sou na verdade adoradora do outro lá? Que tenho um amante? Que tenho dois amantes????São tantas as possibilidades....

      Excluir
  3. kkkkkkko que voce fez no verão passaaadoooo.e continua fazendo.não é?

    ResponderExcluir
  4. Realmente, tem muitas coisas que eu fiz no verão passado e continuo fazendo. muitas mesmo. Respirar é uma delas.E você, amorzinho, não tem vergonha de ficar cuidando da minha vida, vendo o q2ue eu fiz no meu passado, achando que faço no presente e se preocupando se vou fazer no futuro???Tadinho de vc. Vc é tão desinteressante que eu nem se quer quero saber quem vc é. Desculpa se não posso retribuir todo o interesse que vc sente por mim,fofinho.Bjos

    ResponderExcluir
  5. A partir de hoje só vai comentar aqui quem mostrar a carinha. Tenho tanta vergonha de gente covarde, dá uma peninha alheia...não quero ver ninguém mais passando vergonha aqui.

    ResponderExcluir

Sinta-se á vontade